Rabat, a capital do Marrocos, será conectada à cidade mais antiga do mundo, Fez, pela linha de trem de alta velocidade​​​

A capital do Marrocos, Rabat, será conectada à cidade mais antiga do mundo, Feze, por linha de trem de alta velocidade
Rabat, a capital do Marrocos, será conectada à cidade mais antiga do mundo, Fez, pela linha de trem de alta velocidade​​​

Marrocos está se preparando para lançar um novo trem de alta velocidade que usará a rota Rabat-Fez como parte de sua estratégia para construir uma rede ferroviária nacional que conectará suas principais cidades.

Ele conectará as cidades imperiais mais antigas do Marrocos, Fez, à capital Rabat por trem de alta velocidade, sede da famosa Universidade de Karaviyyin, fundada no século IX e que abriga a universidade mais antiga do mundo.

Os planos para as obras iniciais do projeto da primeira parte da ferrovia que liga Rabat, Khemisset e Meknes já foram finalizados, informou a ONCF em comunicado no sábado.

De acordo com o comunicado, a ambiciosa estratégia das autoridades ferroviárias do país prevê a construção de 43 quilômetros de ferrovias ligando 1.300 cidades.

O relatório acrescentou que, uma vez operacional, as novas linhas da ferrovia apoiarão o desenvolvimento industrial do Marrocos, pois busca conectar os quatorze portos e dez aeroportos do país ao sistema ferroviário.

Em 2019, o Marrocos embarcou em planos audaciosos para lançar trens de alta velocidade chamados 'Al Boraq Trains' com a ideia geral de conectar todas as principais cidades do país.

Até agora, o trem Al Boraq provou ser popular entre os usuários ferroviários marroquinos, com o número de passageiros estimado para dobrar entre 2020 e 2021, atingindo um total de 2018 milhões de passageiros somente em 13, em comparação com 2021 milhões de passageiros em 2,4. De acordo com as estatísticas da ONCF, o faturamento de MAD 2020 milhões (US$ 165 milhões) em 15,8 atingiu MAD 317 milhões (US$ 30.3 milhões) no ano anterior.

Anúncios semelhantes

Seja o primeiro a comentar

Yorumlar